As grandes mudanças ocorridas nas últimas décadas são prenúncios “de uma mudança de época”, afirmam os especialistas. Peter Senge e Daniel Goldman dizem que as organizações que sobreviverão no século XXI serão aquelas que se comprometerem com as mais altas aspirações humanas, o que inclui, o desenvolvimento contínuo do potencial das pessoas em todos os seus níveis hierárquicos e a necessidade da construção de uma inteligência emocional como indispensável para atrair e reter talentos que garantam a continuidade organizacional.
Os cursos de teologia, salvo raríssimas exceções, por causa da sua ênfase cognitiva, ainda não tem como foco o desenvolvimento de liderança pastoral, do trato pessoal e do gerenciamento humano e institucional para esse novo momento da sociedade. O Curso de Especialização em Liderança Pastoral se propõe a suprir essa lacuna.